patrocínio »



Até morto ressuscita por Tigre

Marca de tubos e conexões ainda tem mulher gaga e vendedor-lobisomem em nova campanha

Eduardo Duarte Zanelato| »

12 de Março de 2012 10:55

A marca de tubos e conexões Tigre estreia nesta semana sua campanha para 2012, criada pela Talent. Serão três filmes para TV aberta e fechada, todos seguindo o conceito “quem usa Tigre é autoridade no assunto”, lançado em 2011. As peças, que ficarão no ar até março de 2013, contemplam os três públicos fundamentais da marca: consumidor final (na figura de uma gaga), técnicos de obras (aqui, um técnico de obra que ressuscita o cliente no velório) e vendedores de loja (um lobisomem que convence clientes a comprar Tigre).

A campanha contará ainda com spots para rádio, mídia importante para atingir trabalhadores que usam produtos da empresa líder em recall; revistas especializadas, e extensa presença em ponto de venda (neste ano, serão 35 mil peças, número 150% maior que 2011; a agência responsável é a Quadra). A veiculação chegará também à TV fechada, em especial nos intervalos de programas de esportes, espaço que vem ganhando importância dentro do plano de mídia graças ao aumento de assinantes de TV paga na classe C.

Na internet, a marca investirá em seu canal de vídeos no YouTube. “Chegaremos a 70 vídeos, alguns instruindo o consumidor e outros mais técnicos, voltados a profissionais do mercado”, explica Guilhermo Bressane, gerente de marketing corporativo da Tigre. “Com essa estratégia, atingimos 500 mil visualizações do canal em 2011.”
 


 
Investimento
O anunciante costuma destinar entre 2,5% e 3% de seu faturamento para ações de marketing – o valor para 2012 ainda não divulgado porque a empresa não publicou o balanço do ano passado. O valor investido pela empresa em comunicação chegou a R$ 80 milhões em 2011. Tigre é marca líder em recall – e os comerciais de 2011 com o conceito “quem usa Tigre é autoridade no assunto” mereceram 89% de aprovação.

A criação da campanha deste ano está a cargo de Antonio Nogueira, Rodrigo Tortima, Philippe Degen e João Livi – estes dois últimos assinam também a direção de criação. Os filmes são da Lux, com direção de Beto Salatini.

 

 

tags

»
comments powered by Disqus